By 13 de julho

O Brasil deverá exportar mais soja, milho e farelo de soja em julho do que o previsto na semana anterior, indicaram nesta quarta-feira dados da Associação Nacional dos Exportadores de Cereais (Anec).

A exportação de soja do país, maior exportador global, foi prevista agora em 10,45 milhões de toneladas, 1 milhão de toneladas acima da projeção da semana anterior.

Com uma safra recorde, os embarques do país também devem crescer em relação ao mesmo mês do ano passado, quando somaram 7 milhões de toneladas, segundo dados da Anec.

Já a exportação de milho do Brasil, igualmente o maior exportador mundial, foi projetada em 6,91 milhões de toneladas em julho, acima das 6,34 milhões de toneladas previstas na semana passada, contra 5,63 milhões no mesmo mês em 2022.

Os embarques do cereal brasileiro ganham ritmo no segundo semestre, com a colheita da segunda safra avançando.

Já a exportação brasileira de farelo de soja também foi estimada em alta, a 2,5 milhões de toneladas, versus 2,25 milhões de toneladas na projeção da semana passada e também acima das 2,07 milhões de toneladas de julho de 2022.

 

Fonte: Notícias Agrícolas