By 21 de agosto

Com mais de 85% da produção nacional de trigo, os estados do Sul têm sido beneficiados pela boa umidade do solo e alto índice de vegetação.

A umidade do solo em nível favorável para o desenvolvimento das lavouras indica recorde na safra de trigo do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná, conforme levantamento da EarthDaily Agro, empresa que monitora as lavouras por satélite.

No Paraná, a boa evolução dos índices de vegetação mantém alta a expectativa em relação ao potencial produtivo do trigo. Com as condições favoráveis, a projeção é de uma produtividade aproximada de 3 toneladas por hectare, o que seria recorde para o estado. Em 2022/23, o Estado produziu 2,95 toneladas por hectare.

Para os próximos dias, o modelo climático europeu (ECMWF) indica que a umidade nos estados do Sul prosseguirá em patamar satisfatório.

 

Fonte: Globo Rural